O portal mundial de rádios

.

Mundial feminino: a tática, força e inteligência das alemãs


Fecho a minha lista de candidatas a título da Copa do Mundo de 2019 nesse artigo.

O texto dessa vez fala sobre a Alemanha, mais uma grande força quando o assunto é futebol feminino.

Ah, mas só para constar, continuarei falando sobre o Mundial até o dia em que a bola começar a rolar na França, no dia 7 de junho.

Irei abordar nos próximos textos outros aspectos, análises dos grupos, meus palpites para quem avança, etc.

Voltando ao assunto Alemanha, elas sempre entram muito fortes na competição.

É verdade que desde o bicampeonato em 2003 e 07 elas não chegaram mais a finais. Inclusive em 2011, jogando em casa, deram adeus nas quartas de final.

Mas são as atuais medalhistas de ouro dos Jogos Olímpicos do Rio e em 3 edições consecutivas levaram o bronze, em 2000, 04 e 08.

Na Europa então nem se fala, força mais do que tradicional. De 84 até 2017 foram 12 edições de Euros femininas, onde elas conquistaram 8 títulos.

6 destes de maneira consecutiva. Só na última Euro, disputada na Holanda em 2017, é que elas ficaram nas quartas de final.

A pior campanha de 89 pra cá.

Neste Mundial não poderão contar com Babett Peter, defensora que atuou por 118 jogos com a Alemanha, conquistou inúmeros títulos importantes com a seleção e que anunciou recentemente a sua aposentadoria da seleção.

Mas que poderá ter a experiência de Lena Goeßling, de Alexandra Popp, Dzsenifer Marozsán e Leonie Maier.

Popp inclusive a grande artilheira da Alemanha com 45 gols marcados em 95 jogos pela Alemanha que atualmente defende as cores do VfL Volfsburg.

E ao qual seus gols poderão levar a seleção a conquista do tri mundial.

É esperar pra ver.

Reviews

  • Total Score 0%
User rating: 0.00% ( 0
votes )



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *