O portal mundial de rádios

.

Palmeiras vence o Choque-Rei. Mas não lembrou, nem de perto, a disputa de um clássico


Palmeiras venceu sem problemas, com total tranquilidade, o clássico diante do São Paulo.

Encarou um tricolor sem o menor poder de fogo, com ofensividade praticamente nula e, mesmo sem o alviverde estar com muito foco e interesse no Primeiro Tempo, foi superior na Etapa Final e venceu merecidamente por 1 a 0 no Pacaembu.

Era nítido perceber que o Palmeiras entrou sem vontade, desligadão, ainda no Primeiro Tempo.

Mas o mais perceptível era perceber que, mesmo assim, o São Paulo não levava o menor perigo a meta alviverde.

E quando, no 2º Tempo, o Verdão voltou outro, a vitória ficava mais próxima do Palmeiras a cada minuto que corria.

O time foi criando, criando…

Até que a tabela de Carlos Eduardo e Dudu funcionou e o atacante alviverde marcou um golaço.

Fim de papo, 1 a 0.

Fim de um jogo que só teve um time dominante, o Palmeiras.

Aliás, como vem sendo sempre em clássicos quando o adversário é o São Paulo.

Time previsível, fácil de ser vencido e que não é, hoje, nada do Tricolor imbatível de outros tempos.

Santos, Corinthians, Palmeiras, todos foram superiores ao Tricolor e até com certa facilidade, antes e durante os jogos.]

A mentalidade vencedora do São Paulo de outras décadas parece que entrou em um triângulo das bermudas e parece que, tão cedo, não voltará.

Pra fechar, ainda sobre o Verdão. E Borja hein?

Definitivamente não engrena no Palmeiras de Felipão. Complicado explicar o porquê o centroavante não funciona, sendo que, em qualquer time da Série A do futebol brasileiro, o colombiano seria o 9 dos sonhos e que resolveria, facilmente, o problema da falta de gols.

Reviews

  • Total Score 0%
User rating: 0.00% ( 0
votes )



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *