O portal mundial de rádios

.

Allez les Bleus! E a França chega a sua terceira decisão em Copas do Mundo


Fim de papo, fim de jogo.

A França vence a Bélgica por 1 a 0 e está na grande final da Copa do Mundo. Os Azuis voltam, 12 anos depois, a disputar uma final de Copa do Mundo.

E mais uma vez a bola parada foi decisiva em um confronto desta Copa da Rússia.

A França foi inteligente, acreditou em sua forte bola parada, no poderio de arremate na bola aérea e também na velocidade e agilidade dos seus homens de frente para, principalmente em contra-ataques, alucinar e causar graves danos e transtornos aos belgas.

A Bélgica foi guerreira, dominou o primeiro tempo e, na Etapa Final, demorou a assimilar o baque ao levar o gol mas, quando o fez, retomou as ações ofensivas e também criou chances que levaram perigo a meta francesa.

A França não foi de encher os olhos, mas o bom posicionamento tático, o foco e a inteligência de aproveitar oportunidades colocaram os Azuis na decisão. E graças a nomes como Mbappé e Griezmann a frente, Pogba, Kante e Matuidi no meio e uma dupla de zaga fortíssima, formada por Umtiti e Varane.

E mesmo com os problemas do seu centroavante que não balança as redes, Giroud e dos 2 alas limitados Pavard e Hernandez, consegue e merece chegar a esta grande final.

Aliás, já da última Copa via o potencial de alguns destes grandes nomes, principalmente no jogo que tive oportunidade de narrar no Mané Garrincha, a vitória dos franceses diante da Nigéria, por 2 a 0.

E é aquela historia, futebol nem sempre tem de encantar, a eficiência e a inteligência fazem a diferença no jogo.

Já são seis edições de Copa do Mundo com 32 seleções e esta é a terceira oportunidade que a França tem de chegar a decisão do Mundial.

Nos últimos anos, a França vem muito bem, não só por ter chegado a decisão, mas por ter feito a final na última Eurocopa e pela boa campanha apresentada também nas eliminatórias. Era uma das minhas 4 favoritas a brigar pelo título e acredito que será a campeã do mundo no domingo.

E Didier Deschamps, ao qual critiquei por não levar alguns bons nomes nesta lista de convocados para a Copa do Mundo, pode fazer parte de um seleto grupo. Se vencer a final no domingo, será o terceiro técnico a conquistar título Mundial como jogador e treinador. Os dois anteriores a atingir este maravilhoso feito foram Mario Jorge Lobo Zagallo e Franz Beckenbauer.

Grupo restrito, grupo seleto.

Seguramente também, com a boa atuação de hoje e pelo que vem fazendo magistralmente na Copa do Mundo, já temos o grande nome do Mundial.

Nada de mais experientes ou veteranos, este tem apenas 18 anos.

E que lembra o feito de Pelé, menino em sua primeira Copa há 60 anos.

Esse menino, esse jovem talento agradável desta Copa do Mundo chama-se Kylian Mbappé.

 

 

 

Ivan Bruno é jornalista e narrador esportivo desde 2007. Siga nas redes sociais:

Twitter

Instagram

Reviews

  • Total Score 0%
User rating: 0.00% ( 0
votes )



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *