O portal de radios online de todo o mundo

.

Corinthians empata e festeja o hepta. Ponte tem um triste desfecho do ano


Aqui procuro fazer um resumão do que vi de alguns jogos desse domingo.

Em Timão x Galo, vi um bom jogo entre Corinthians x Atlético Mineiro com empate justo por 2 a 2. Timão melhor no 1° tempo e Galo melhor no 2°, com as duas equipes buscando chegadas ao gol e produzindo boas situações de ataque. Partida bem empolgante com Otero e Jadson sendo os melhores em campo na Arena.

No Couto Pereira, vitória justa do São Paulo diante do Coritiba. Tricolor foi superior em todo jogo, sofreu gol em pênalti absurdo marcado por Anderson Daronco e virou sem maiores dificuldades. 2 a 1 que, embora com chances remotas, ainda coloca o São Paulo com possibilidade de Liberta. É muito difícil.

E que coisa a Ponte, um jogo que encerrou o desfecho na Série A da forma mais melancólica e triste possível. A macaca teve um ano que foi quase do céu, brigando pelo título do Paulista, ao inferno com o rebaixamento do Brasileirão. Desfecho da participação horrível dentro na competição nacional e, infelizmente, o merecido descenso a Série B.

Obvio que o ato irresponsável de Rodrigo e da torcida organizada entram na conta, mas a verdade é que não são os únicos fatores. Vários treinadores passando, erros de visão da diretoria e o triste fim que é o de, após um bom tempo, voltar a ser rebaixado pela Série B.

Na casa rubro-negra, injusta a vitória do Santos. Flamengo fez grande partida, inúmeras chances de finalizações para o gol e, graças a dois erros de Alex, o rubro-negro foi derrotado.

Peixe chutou pouco a gol e mal finalizou, mas nas duas falhas construiu a vitória.

Santos precisa urgentemente planejar seu 2018. Já está na fase de grupos da Libertadores, já sabe que não contará com Elano que irá estudar no exterior. Então, tem de procurar rapidamente um técnico, para já ver quais jogadores e quais posições carentes o time precisa contratar.

E no Flamengo, não dá mais para Alex, não tem mais espaço no rubro-negro. Não dá para um goleiro como ele defender a meta de um clube gigantesco como o Mengão. É indefensável tentar mantê-lo no time. Instável, limitado e, com todo o respeito, sem o respaldo necessário para vestir a camisa rubro-negra.

Mas, ainda entendo que a culpa não é toda dele, mas sim da diretoria que entendeu que contratá-lo seria uma boa opção para a meta do Flamengo. Aliás, a diretoria tem de ser cobrada pelos erros cometidos nesse ano. Com o elenco que foi montado, equipe teria que ter feito muito mais e conquistado títulos nessa temporada.

Reviews

  • Total Score 0%
User rating: 0.00% ( 0
votes )



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *