O portal de radios online de todo o mundo

.

PLANTÃO: ACEESP divulga novas normas para a imprensa nos jogos


Novas normas válidas para o Campeonato Brasileiro foram adotadas nos últimos dias.

A ACEESP, Associação dos Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo, divulgou no início do mês de setembro, novos protocolos para o trabalho da imprensa nos estádios.

As determinações passaram a ser validadas a partir da primeira rodada do segundo turno do Brasileirão.

Confira abaixo a nota da ACEESP divulgada pelo site:

A partir do dia 10 de setembro (quarta-feira) a CBF implementa nos jogos do Campeonato Brasileiro da Série A novo protocolo para as equipes envolvidas nos jogos e para o trabalho de imprensa. O modelo foi desenvolvido com a participação da ACEB (Associação dos Cronistas do Brasil, vinha sendo adotado no Estado do Rio de Janeiro, foi aperfeiçoado com resultado satisfatório, que levou a Entidade a estendê-lo a todo o Brasil.
 

Basicamente foi estabelecida norma única de procedimento para todos os estados, seja na entrada em campo das equipes, seja no trabalho de reportagem de campo.

Veja os principais pontos do Protocolo adotados a partir da primeira rodada do segundo turno do Brasileirão, Série A.
“Protocolo de Imprensa e acesso das equipes ao campo de jogo

 

Campeonato Brasileiro – Série A

 

1)  Criação dos Supervisores de Protocolo. Sempre 2 supervisores por jogo: um para cuidar das questões de imprensa, outro para cuidar das questões das equipes, como entrada em campo e outros itens. (Sr. Marcos Cabral Marinho de Moura, pela FPF,  em conjunto com a ACEESP).
 

2) Identificados 2 tipos de estádios: Arenas (os estádios modernos, construídos para a Copa) e Não Arenas (os demais).
 

3) Credenciamento de campo: será necessário jogo a jogo.  Definidas 4 categorias:

 

             Categoria 1: TVs Detentoras de Direitos

                            Vivo: 2 equipes por emissora (3 pessoas cada equipe) / entrevistas na beira do campo

                         ENG: Globo e Sportv (2 equipes); demais: 1 equipe / entrevistas após equipes vivo

 

             Categoria 2: TVs não detentoras de direitos

                                1 equipe cada, com 2 pessoas (repórter e cinegrafista) / entrevistas só na zona mista e sala de imprensa

 

             Categoria 3: Rádios

                                Máximo de 30 repórteres, 2 por emissora / posicionados atrás dos gols / entrevistas de intervalo e final ,em zona mista, na saída do campo (arenas) ou linha lateral (não arenas) após entrevistas das TVs ao vivo.

 

OBSERVAÇÕES PARA RÁDIOS:

– TÉCNICOS não ficarão mais em campo (em hipótese alguma).

– Em clássicos regionais ou estaduais, quando teremos várias emissoras de outros estados, existe a possibilidade de algumas emissoras entrarem com apenas um repórter (Lembrando que são sempre 30 repórteres por jogo).

– Prioridade entre os 30 repórteres será dada aos profissionais das cidades envolvidas no jogo.

 

              Categoria 4: Fotógrafos 

Máximo de 30 // prioridade para os impressos das cidades envolvidas no jogo (CREDENCIAMENTO COM A ARFOC).

 

 Outras situações:

1.   Jornalistas de impresso e sites ficarão na Tribuna, sem acesso ao campo.

. Atletas não podem ser abordados na comemoração dos gols

. Jogadores escalados para o início do jogo não podem ser entrevistados

. Equipes de reportagem não podem fornecer informações aos jogadores e técnicos sobre lances polêmicos.

. Execução do Hino Nacional passa a ser obrigatória em todos os jogos: 5 minutos antes do jogo (em alguns estados também do Hino Estadual, conforme lei local)

. Divulgação das escalações: 60 minutos antes do início.

 

As Federações Estaduais de Futebol são responsáveis pela execução das medidas agindo em comum com as Associações de Cronistas.”

Fonte: Site ACEESP

Reviews

  • Total Score 0%
User rating: 0.00% ( 0
votes )



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *