O portal de radios online de todo o mundo

.

BOA NOTÍCIA! “Muitos eventos não requerem compra, somente autorização”, afirma Martinho


Muitas dúvidas chegaram a nossa redação referente a proibição das transmissões dos campeonatos internacionais.

As dúvidas surgiram dos leitores do portal (em sua maioria profissionais ligados a webrádios esportivas) referente a série de matérias que o Painel divulgou, alertando sobre a transmissão irregular (sem a devida compra de direitos ou autorização) dos campeonatos nacionais de outros países, seja elas de futebol ou de outras modalidades e esportes.

A resposta é simples, diferente das webrádios, as emissoras brasileiras ao transmitir competições internacionais ou adquirirem esses direitos, compram a transmissão ou pedem autorização das entidades competentes, agências e representantes delas.

A comprovação veio em uma entrevista que fizemos novamente com Fernando Martinho, profissional com larga experiência na área dos negócios do esporte.

Martinho é Gerente de Planejamento de Futebol na agência de publicidade NBS. Foi sócio-fundador da Futebol Mídia e teve passagens pela Futbol Sites Network da Argentina e Hi-Mídia. Estudou comunicação social na Universidad Nacional de La Plata e se especializou em Gestão de Futebol pelo Ibmec. Ele também é o idealizador do Futebol Business (http://futebolbusiness.com.br), site independente que visa abordar toda a indústria do futebol, com total isenção de interesses comerciais.

Enviamos a Martinho duas perguntas referentes aos direitos de transmissão, questões sugeridas pelos leitores nas redes sociais do portal:

1 – A Champions League, Europe League e a Copa do Mundo tem direitos para exibição, cujos valores tem de ser acertados com as entidade competentes, como FIFA e UEFA, não comprando esses direitos, a transmissão pode ser considerada irregular e a rádio ou webrádio pode sofrer ações na justiça?

2 – No caso de competições nacionais de outros países (Italiano, Inglês, Espanhol, Alemão, Português, Francês, etc.) existe a necessidade da compra de direitos de transmissão para rádios e webrádios ou ela pode ser feita livremente?

Fernando Martinho nos enviou a resposta, esclarecendo que todas as competições devem ter os direitos negociados com as entidades ou agências e representantes competentes.

Além disso, o idealizador do site Futebol Business explicou que muitos desses eventos não exigem compras de direitos, mas somente a autorização dessas entidades ou agências e representantes.

Martinho não explicitou quais campeonatos e competições pedem somente a autorização mas, com base na explicação do profissional, o Painel da Webrádio reitera a necessidade de que, antes de qualquer transmissão de competição que não é livremente aberta, tem de ser pedida uma autorização para a liberação dessa transmissão.

Abaixo a resposta de Fernando Martinho ao nosso e-mail:

“Todas as competições devem ter seus direitos negociados junto as entidades ou agências/representantes autorizados pelas mesmas.

Muitos eventos não requerem aquisição de direitos, somente a autorização.”

Ao anunciarmos que determinadas webrádios fazem as transmissões de maneira irregular e ilegal, explicitamos que as webs citadas nas matérias não possuem nem a aquisição dos direitos tampouco a autorização para a transmissão dessas competições, seja elas de futebol ou de outros esportes. O Painel antes de publicar as matérias, anteriormente, perguntou se as webs citadas tinham isso, porém não obtivemos resposta.

O Painel também esclarece que, caso as webemissoras citadas em matérias anteriores tenham essa autorização e a informação do portal esteja errada, deixamo-nos abertos a emitir o direito de resposta, com a devida autorização destacada em nosso site e publicaremos também uma errata.

O Painel também notificou as empresas que tem os direitos de transmissão das competições, as respectivas entidades que as gerenciam, sobre a irregularidade dessas webrádios.

O portal também destaca nessa matéria que entrou em contato com as entidades competentes referentes a transmissão de outras competições nacionais, abordando sobre a possibilidade ou não de transmissão. São elas, Superliga Masculina e Feminina – Séries A e B (de responsabilidade da CBV), Stock Car, Liga Futsal, NBB e LBF (de responsabilidade da LNB).

Algumas competições estão livres de pedidos de autorização e direitos, competições nacionais do Brasil (Campeonato Brasileiro e Copa do Brasil), competições regionais do país (Estaduais, Campeonatos de Regiões como Copa do Nordeste e Copa Verde). O Painel da Webrádio nos próximos dias traz uma série de matérias explicitando e esclarecendo melhor ao leitor do portal e aos diretores e proprietários de webrádios sobre o tema.

Reviews

  • Total Score 0%
User rating: 0.00% ( 0
votes )



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *